Tabela Contribuição Sindical 2018
Veja a Pesquisa Sindarma sobre os principais temas do transporte hidroviário no AM
Seja bem-vindo ao portal do Sindarma
Conheça a história do sindicato marcada por conquistas

Noticias

Sindarma cobra dragagem do Rio Madeira e serviço iniciará até dia 11

O atraso para o início do serviço de dragagem do Rio Madeira, no trecho entre Rondônia e o Amazonas, foi um dos temas debatidos durante reunião extraordinária da Câmara Temática de Navegação e Portos (CTNAV) da Confederação Nacional do Transporte (CNT) nesta terça-feira (8), em Brasília. A dragagem deveria ter iniciado em junho deste ano. A nova previsão é que o serviço comece até próxima sexta-feira (11).


O vice-presidente do Sindarma e da CTNAV, Dodó Carvalho, participou da reunião. A Fenavega, DNIT e SPU também participaram do encontro. O início do serviço de dragagem do Rio Madeira foi cobrado pelo representante da entidade amazonense. O projeto é uma das reivindicações do setor de navegação e beneficiará o escamento de cargas pela Região Norte. "Queremos uma posição mais clara e verdadeira de quando começa a dragagem", enfatizou Dodó Carvalho.


O serviço de dragagem do rio, entre Porto Velho e Itacoatiara tem um contrato com duração de 5 anos, que poderá ser prorrogado pelo mesmo período. 
A dragagem é o procedimento para remoção dos sedimentos que se encontram no fundo do rio para permitir a passagem das embarcações em áreas mais assoreadas.

No caso do Rio Madeira, o DNIT anunciou que um trecho 1.086 km de extensão, que vai da capital de Rondônia até o município de Itacoatiara receberá dragagem. O trecho é considerado crítico pelo próprio DNIT. O valor do contrato dos serviços é de R$ 69.551.797,14.


O Rio Madeira é um dos principais corredores logísticos do País e integra o Arco Norte. Pela Hidrovia do Madeira ocorre o escoamento da produção agrícola, principalmente soja e milho de Mato Grosso e Rondônia, e insumos como combustíveis e fertilizantes, com destino a Porto Velho e Manaus.


Texto e foto: Ascom/Sindarma




Retornar Subir