Tabela Contribuição Sindical 2018
Veja a Pesquisa Sindarma sobre os principais temas do transporte hidroviário no AM
Seja bem-vindo ao portal do Sindarma
Conheça a história do sindicato marcada por conquistas

Noticias

Portos devem registar aumento da movimentação de cargas de 3,64%

A projeção da Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP) é que nos primeiros três meses deste ano haja um crescimento de 3,64% na movimentação total de cargas nos portos brasileiros, quando comparada com o volume transportado no mesmo período de 2015.

 

No primeiro bimestre, portos e terminais já haviam registrado aumento de 3,48% no desempenho, considerando as 146,67 milhões de toneladas de produtos importados e exportados movimentados em janeiro e fevereiro de 2016. Em 2015, essa movimentação totalizou 141,74 milhões de toneladas, de acordo com as informações disponíveis na plataforma WebPortos, da SEP.

 

A atuação diferenciada deste segmento logístico se deve especialmente ao comportamento das exportações escoadas por via marítima, que apresentou expansão, até fevereiro, de 10,17%, totalizando 100,64 milhões de toneladas, contra 91,35 milhões de toneladas. A maior parte dos produtos brasileiros vendidos ao exterior saíram por Terminais de Uso Privados (TUPs), responsáveis pela movimentação de 67% do total de cargas transportadas e armazenadas nos portos. Esse tipo de instalação também registrou expansão de 7,58% no volume de cargas que movimentaram destinadas à exportação.

 

Os portos organizados, ou seja, os portos públicos, moveram o restante (33%) das cargas exportadas pelo Brasil nos primeiros dois meses deste ano, um volume correspondente a 33,27 milhões de toneladas. Cerca de dois terços desse montante foram escoados pelos portos administrados pelas companhias docas, que tiveram incremento de 8,70% no total movimentado no período. Já os portos delegados, cuja administração está a cargo de estados ou municípios, movimentaram cerca de um terço dos produtos exportados pelos portos organizados do País, registrando uma expansão de 33,85%.


Fonte: SEP

Foto: Arquivo CNT




Retornar Subir